Categoria: No Divã da Leitura

No Divã da Leitura

BLOG da Maysa Abrão entrevista a Psicóloga Natalya Martins da Frota

Ao lado das almofadas feitas com carinho para o consultório pela avó, Dona Terezinha, a Psicóloga Natalya Martins da Frota está à vontade para falar um pouco dessa ferramenta de trabalho que é tão aconchegante e familiar quanto a abordagem nos  atendimentos em Psicodrama Psicoterápico. O consultório é preparado para receber adultos e crianças. Saiba mais da psicoterapeuta goianiense que agora reside e atende em Catalão. "Estou à serviço da vida". Psicóloga Natalya Frota. Deise Pasquarelli  -   Pietro Comunicação     BLOG DA MAYSA ABRÃO TEM COMO APOIO CULTURAL:

No Divã da Leitura

Acho que alguém da família está envolvido com drogas: o que fazer? – Psicóloga Mayara Cardoso

Oi pessoal! Hoje, trago mais um texto a respeito do tema Dependência Química pra vocês. Após meu primeiro artigo publicado aqui no blog da Maysa, recebi contatos com dúvidas a respeito de como abordar uma pessoa que vem fazendo uso de drogas, mas que não aceita que toque nesse assunto. Inicialmente, precisamos relembrar que já disse por aqui que há diferença entre uso nocivo, abusivo e dependência de drogas. Isso porque, é necessário deixar claro que não é pelo fato de que você bebe cerveja, que você é considerado um alcoolista, por exemplo. Atualmente, a maioria das pessoas faz uso de algum tipo de droga, sendo especialmente as lícitas. Quer dizer, aquelas que são aceitas socialmente. Acabamos de encerrar um feriado...

No Divã da Leitura

A psicóloga Mayara Cardoso fala sobre Dependência Química

Olá pessoal, tudo bem? Sou a psicóloga Mayara Cardoso, e aqui no blog da Maysa Abrão, me proponho a conversar com vocês a respeito de temas como dependência química e relacionamentos afetivos doentios, que acabam por se tornar uma dependência também, mas no caso, afetiva. Para começar, vamos falar sobre a dependência química. Esta é apreendida pelos profissionais da saúde como uma doença grave e progressiva, que se não for tratada, pode levar à morte. E pode ser entendida também, como uma doença/ fenômeno biopsicossocial. Isso quer dizer que parece haver um componente biológico herdado nos transtornos de abuso de substâncias, mas somente este não consegue explicar a complexidade do fenômeno. Fatores psicológicos, sociológicos, culturais e espirituais desempenham um importante...