Categoria: De um passado glorioso desperta… Catalão vem viver o esplendor!

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

Disputa Pela Cruz Dos Bandeirantes

Os objetos históricos têm valor incalculável e geralmente são disputados por colecionadores e museus. Tanto que, o governo de São Paulo ofereceu uma quantia fabulosa pela "Cruz do Anhanguera", exatamente há cem anos, objetivando resguardá-la, para visitação, no museu do Ipiranga. A proposta, na época, não foi aceita pelo governo de Goiás. Contudo, ao invés de preservar a valiosa relíquia, colocaram-na em um pedestal, sob chuva e sol, por mais de 80 anos, até ser arrastada por uma enchente do rio Vermelho. Hoje os restos da cruz estão encostados em uma parede de museu daquela cidade e sendo reclamados, mais uma vez, por Catalão, município de onde foi retirada de forma compulsória, através de um decreto...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

O Majestoso Prédio da Fundação Cultural Maria das Dores Campos

O prédio que abriga a Fundação Cultural de Catalão está em restauração. Foi construído na época do Estado-Novo, por iniciativa do governo federal, para sediar o Grupo Escolar 10 de Novembro, nome escolhido para relembrar a constituição, promulgada por Getúlio Vargas, em 10 de novembro de 1937. O Estado-Novo foi considerado, por muitos, como um regime autoritário, instituído pelo presidente Vargas para viabilizar sua permanência no poder. Um governo de nacionalismo exacerbado, instaurado de maneira arbitrária, sem o conhecimento e apoio da população. A educação, de um lado, era vista como forma de propaganda política e de afirmação...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

A Vida Atribulada de Ricardo Paranhos

Uma das avenidas mais conhecidas de Goiânia, no setor Marista, leva o nome do catalano Ricardo Paranhos. Mais do que uma simples avenida, a Alameda Ricardo Paranhos se tornou um dos sofisticados pontos que movimentam a cidade, constituindo bela vitrine urbana no cenário da capital. Com pista de caminhada, academias de rua e bastante arborizada, a alameda virou endereço certo para opções de gastronomia, ponto turístico, exibindo em suas imediações, um setor imobiliário de alto padrão. Poucos goianienses sabem, entretanto, que Ricardo Paranhos, além de político, foi um refinado intelectual, patrono na Academia Goiana de Letras e o príncipe dos poetas catalanos. Quando faleceu, em 1941, Goiânia sequer havia sido inaugurada...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

VIDA RURAL DE ANTIGAMENTE

Houve um tempo em que o município de Catalão era enorme. Davinópolis, Ipameri, Campo Alegre, Ouvidor, Três Ranchos, Goiandira, Cumari, Anhanguera, Nova Aurora e Corumbaíba eram povoados ou distritos pertencentes a Catalão. Nessa época, a vida era basicamente rural. As pessoas somente vinham à cidade em ocasiões de festas ou para cumprir alguma obrigação nos cartórios. No mais, permaneciam nos lugarejos, roças e fazendas do município. A vida no campo era bastante diferenciada nas grandes regiões do país. Em fazendas de São Paulo, por exemplo, plantava-se café para exportação, primeiramente com mão de obra escrava e depois com trabalhadores europeus assalariados. Nas estâncias do sul...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

AS ELEIÇÕES PARA PREFEITO EM CATALÃO

De 1947 para cá, quando começaram as eleições democráticas, Catalão teve 19 disputas eleitorais para prefeito. Os médicos foram vitoriosos na maioria delas, seguidos por empresários urbanos e rurais. Mas, nem todos os eleitos cumpriram o período integral de mandato, por razões diferenciadas, sendo substituídos pelos respectivos vice-prefeitos, que também marcaram presença na administração do município. Verdade que, antigamente, na época da Primeira República, havia eleições para escolha dos Intendentes Municipais até 1930. Mas, o processo não era transparente e, ainda por cima, bastante seletivo. As mulheres, os analfabetos, as pessoas desprovidas, os soldados rasos, por exemplo, não participavam do pleito eleitoral. Além do que, o voto não era secreto e o processo estava fortemente monitorado pelos...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

A Matança dos Porcos

Em março de 1964 Catalão enfrentava uma crise no abastecimento de carne suína, importante produto na cesta básica, pois a banha de porco era imprescindível na cozinha da época. Esse fato vinha repercutindo e provocando descontentamento na população, tendo até incentivado a produção de um abaixo-assinado, organizado por Batuíra Borges de Souza, solicitando ao Prefeito Municipal, Osark Vieira Leite, a proibição da saída de porcos do município. A respeito desse documento, o Prefeito declarou ter encaminhado o pleito à SUNAB (Superintendência Nacional de Abastecimento), por telegrama, já que não se tratava de matéria da alçada municipal. Na noite de 15 de março, o Sindicato dos Mobiliários e da Construção Civil, presidido por José Lindolfo de Ávila, vulgo José Anacleto, havia...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

Matança dos Ferroviários por Sonia Sant’Anna

Já escrevi aqui algumas vezes sobre Catalão, GO, que, como toda cidade do interior de tempos passados, era dominada por algum coronel e seus jagunços. A história de hoje ficou conhecida nos anais da cidade como Matança dos Ferroviários. Construía-se um prolongamento da estrada de ferro que ligaria Catalão a Ouvidor e Três Ranchos. O cenário, nesses casos, não varia muito. Os operários, recrutados em outros locais, vivem em acampamentos e nos fins de semana vão à cidade. Tabernas e bordéis se multiplicam para atender essa clientela. Certo fim de semana, alguns trabalhadores da estrada,...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

ORDENS RELIGIOSAS EM CATALÃO

Na história de Catalão, algumas congregações religiosas marcaram o apostolado no município. Tanto que, a devoção católica ficou imortalizada na denominação dos bairros  que foram surgindo pela cidade: Mãe de Deus, Santo Antônio, São João, N. S. de Fátima, São Francisco, Três Cruzes, Santa Terezinha, São José, Monsenhor Souza, Santa Cruz, Santa Helena, Santa Rita e outros mais. Na verdade, Catalão nasceu sob o signo da cristandade. Entre os fundadores do lugar estava um padre beneditino, Frei Antônio da Conceição, que lançou a semente do apostolado local em 1722. Conforme  relato do escrivão da bandeira do Anhanguera, o padre retornou a São Paulo, depois de três anos, mas deixou seu sobrinho tomando conta das roças no lugarejo que posteriormente se...

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

MEMÓRIAS ESPARSAS DA VELHA CATALÃO

Catalão ficou conhecida como terra de homens valentes, como reduto de intelectuais, como local de grandes empreendedores e como palco de sangrentas disputas políticas. Sempre foi uma cidade, de alguma forma, respeitada e famosa. Basta lembrar que o Sítio do Catalão foi o primeiro povoamento no território goiano, fundado por integrantes da própria bandeira do Anhanguera. Durante um longo período, a cidade era lembrada como terra da violência e da valentia pessoal. Isso fez com que muitos catalanos, ao residir em outras localidades, fossem recebidos com receio e tratados com certo distanciamento. Reputação que, ao invés de envergonhar, proporcionava velado orgulho aos filhos de Catalão.

De um passado glorioso desperta... Catalão vem viver o esplendor!

300 ANOS DA BANDEIRA DO ANHANGUERA

O ano de 2022 carrega um significado histórico muito importante. Fazem 300 anos que a expedição paulista, comandada por Bartolomeu Bueno Filho, atravessou o rio Paranaiba, rascunhando o território de Goiás. A terra era despovoada de migrantes, habitada somente por índios carajás, xavantes, tupis e principalmente caiapós. Tribos que, na língua geral, os bandeirantes denominavam goyases. Em tupi, goyaz significa "nação de irmãos, de uma raça só". O portal de entrada dos sertanistas foi na parte meridional do território, em local que ficou conhecido como Sítio do Catalão. Em seguida, o coroamento da expedição aconteceu em Santa Cruz, Vila Boa, Meia Ponte e Corumbá....